Há um entre aqui e ali. Um underline. Uma linha sub- terrânea que liga duas cidades: Londres e Rio. Há com ela um intervalo para ação, ligando duas iniciativas im- portantes. Juntas buscam fazer viver e conviver uma cena contemporânea jogada na fronteira, no deslimi- te de campo, no apagado entre as artes. Parceiros, o Chelsea Theatre, e o Sérgio Porto através do Projeto ENTRE, apostam na criação de um lugar móvel, multi- -mundi, multi-mídia, multi-gente, que possa receber artistas de origens diversas e de ataque singular no concreto da matéria arte.

Pensado como um desejo programado de trocas entre o Reino Unido e o Brasil, o projeto se iniciou ano passado com a apresentação da Thelma Bonavita e de sua Fruta Gogóia em novem- bro passado no Festival Sacred, evento que acolhe no Chelsea os nomes da Live Art inglesa e estrangeira. Agora recebemos no Sérgio Porto o braço brasileiro do projeto, o nosso lado da parceria. O desejo aterra nes- te junho no nosso teatro e por 2 semanas apresenta uma seleção curiosa e eclética de artistas da Ingla- terra e do Brasil. Do Norte chegam Dorothy’s Shoes, Action Hero, Ron Athey, Ant Hampton & Tim Etchells, com Flying Down to Rio, A Western, St Sebastian e The Quiet Volume. Do sul, se tornam presentes Marcela Levi, Mary Fê, Ricky Seabra e Thelma Bonavita com In-organic, Zebra, Funk Parma Latte, Amazonina Régia e Fruta Gogóia em 3 Tendências.

Em uma zona intersticial, se aproveitando do meio stalker de ausência de dono e de vacância entre topo- grafias, os trabalhos esbarram no imaginado, no so- nhado, no criado, um verdadeiro entre lugares, onde o sutil, o sofrido, o absurdo, o cômico, o real e a irônico se cruzam e se forjam em sinais no horizonte de no- vos universos poéticos a serem descobertos. É aqui este tempo, é agora esse espaço.

Gustavo Ciríaco

Curador

PATROCINIO

APOIO

ADMINISTRAÇÃO

PARCERIA

REALIZAÇÃO